Bloquear um aparelho perdido ou roubado pelo IMEI

18/08/2019 0 Por Luiz Lisboa

Bloquear um aparelho perdido ou roubado no Brasil não é novidade para ninguém, afinal de contas é muito comum isso acontecer.

Seja conosco, ou com alguém que conhecemos, bloquear um aparelho se tornou prática comum principalmente nas grandes cidades do país.

Quando isso acontece a recomendação é que nem esperemos para rastrear o aparelho pois a chance disso acontecer é muito baixa.

No entanto, para que não demos nossos aparelhos de graça para ladrões é importante que busquemos o mais rápido possível pelo IMEI.

Caso você queira saber mais sobre isso, segue o artigo.

Como bloquear o celular perdido

Caso tenha acontecido a infelicidade de perder ou ser roubado, e as chances de encontrá-lo sejam pequenas, e quase nulas, tem um jeito de bloquear.

O bloqueio pode ser feito diretamente com a operadora de telefonia que você utiliza ou em uma delegacia de polícia.

Para que o bloqueio possa ser feito é importante que você tenha em mãos o número de telefone que vai ser bloqueado.

Também seus documentos são essenciais para que tenha autenticidade nas informações que você está prestando.

E, caso não tenha os documentos, outra alternativa é que você forneça o número de IMEI do telefone.

Depois de tudo isso feito, basta se dirigir a uma delegacia de polícia e registrar um B.O (Boletim de Ocorrências). 

Fazer isso não é somente burocracia, mas um ato a toda sociedade, já que a polícia ficará informada de que é preciso maior policiamento na área.

Se na própria delegacia você não conseguir bloquear o telefone – que é raro acontecer – você deverá entrar em contato com a operadora de telefonia.

O número das diferentes operadoras está elencado abaixo:

  • Claro: 1052;
  • Oi: 1057 ou *144;
  • TIM: 1056 ou *144;
  • Vivo: 1058 ou *8486;
  • Nextel: 1050 ou (11) 4004–6611;
  • Porto Seguro Conecta: 10544 ou *333.

E agora?

Depois de tudo isso feito, até 48 horas depois dos registros, na delegacia e com a operadora, o código de IMEI de seu antigo aparelho estará na base de dados da ANATEL.

Com isso ele estará bloqueado de realizar qualquer operação, seja ligações ou até mesmo acesso a internet.

Se faz este bloqueio pois, na maioria dos casos, quando se é furtado, o ladrão procura repassar o celular para venda.

Como ele estará bloqueado, muitas vezes pode ser “ruim para os negócios” já que um celular que não acessa internet e não faz ligações não é nada.

Outras recomendações

Caso algo do tipo tenha acontecido com você, depois de realizar o procedimento de bloqueio é importante que também cuide de seus dados pessoais.

Então troque todas as senhas de redes sociais, emails entre outras contas que estavam cadastrados no aparelho que você utilizava.

Também, comunique ao banco ou agências de crédito que você utilizava o ocorrido, para que eles desautorizam o telefone de acessar suas contas.

 

Espero que tenha gostado.