Você sabe o que é Kernel?

Você sabe o que é Kernel?

29/04/2014 0 Por José Betânio Jr

Se você é usuário de Android, mais cedo ou mais tarde, irá se deparar com algum termo estranho, ou que gere dúvidas. Separamos alguns termos interessantes para você ficar ainda mais antenado SO.

APPS2SD: Método usando para mover APK’s da memória do aparelho para o cartão SD, liberando espaço para novas instalações (veja que nem todos os aparelhos dispõem dessa funcionalidade)o que limita o total de APK’s que você poderá instalar, bem como o tamanho deles.

ADB: Android debug bridge (ADB) – é uma linha de comando usada para enviar e receber informações, arquivos e comandos do computador para o seu dispositivo.

AMOLED: Active Matrix Organic Light Emitting Diode. tipo de tela de alguns smartphones, com ótima resolução, brilho e cor.

APK: Android application package file. seria o que os arquivos .exe são para o Windows, são os arquivos executáveis que podem ser instalados em seus aparelhos Android, de acordo com as versões (ou seja, da mesma forma que o Android, os APK’s também precisam de atualizações para corrigir problemas e para serem compatíveis com as novas versões do sistema operacional.

BOOT ANIMATION: boot animation é o termo usando para a imagem ou animação que é usada na inicialização do sistema Android.

BOOTLOADER: o trabalho desse pequeno programa é carregar as informações de dados e aplicativos que necessitam rodar para que o Android inicie em seu dispositivo. Muitos aparelhos são danificados por erros no bootloader. VEJA MAIS EM BRICK*.

BOOTLOOP: é quando seu aparelho fica “preso” na inicialização do Android, reiniciando, sem entrar no sistema.

CUSTOM ROM: rom personalizada feita especificamente por desenvolvedores independentes para rodar em algum aparelho específico, com características próprias e a margem das rom’s feitas pelo fabricante do seu aparelho.

CACHE: componente que armazena informações que necessitem ser abertas rapidamente em outro momento, fazendo com que o sistema não tenha que buscar o que necessita em toda a memória do dispositivo.

DUAL CORE: tipo de processador utilizado em dispositivos. Hoje possuímos aparelhos equipados com processadores octa core, ou seja, a primeira palavra está relacionada com a quantidade de núcleos que o processador possui. Quanto maior a quantidade, maior a capacidade de processamento de dados, associado a frequência de trabalho.

DALVIK: é a máquina virtual que roda no Android. a máquina virtual dalvik interpreta e executa arquivos no executável dalvik, chamado de “DEX”.

DALVIK CACHE: memoria gravável que contem as informações sobre todos os seus aplicativos instalados, fazendo com que eles possam iniciar de forma mais rápida.

FASTBOOT: protocolo de diagnóstico usado principalmente para modificar o sistema de arquivos do flash no Android a partir de um computador através de uma conexão USB. Normalmente o modo fastboot é usando quando o aparelho inicia apenas com funções básicas, ou seja, permitindo apenas comunicação do dispositivo com o computador, mas com o sistema operacional inoperante. Nem todos os dispositivos dispõe do modo FASTBOOT.

KERNEL: um kernel é uma camada de código que permite que o sistema operacional e aplicativos se comuniquem com o hardware do telefone. Acessar recursos de hardware do telefone com mais rapidez e com menor consumo de bateria depende da qualidade de código no kernel. Mudar o kernel de um aparelho pode ser uma ótima alternativa para quem deseja reduzir o consumo de bateria ou melhorar o desemprenho do aparelho em determinados aspectos, como jogos, por exemplo. vale lembrar que não há opções de kernel disponíveis para todos os aparelhos, e colocar em seu aparelho um kernel que não seja compatível, danificará seu equipamento.

LAUNCHER: é a parte gráfica do que aparece em sua tela, inicial e demais telas do dispositivo. Todo Android deve possuir no mínimo uma opção de launcher, mas as possibilidades são imensas, no google play. um novo launcher pode melhorar ou piorar o desempenho de seu aparelho, como também, pode acrescentar ou retirar funcionalidades, como a criação de pastas, por exemplo.

NAndroid: NAndroid é o arquivo usado para realizar backup e para restaurar as configurações e arquivos do seu dispositivo. Um arquivo de backup nandroid em regras gerais é obtido por meio de um RECOVERY* personalizado que deve ser instalado, da mesma forma que é feito com o acesso ao ROOT* do aparelho. Por meio do modo recovery, você pode realizar o backup do estado atual do seu aparelho, com todos os aplicativos e dados, e restaurar posteriormente caso ocorra algum erro, ou problema na inicialização, por exemplo.

OVERCLOCK: metodologia usada para melhorar o desempenho de um processador, por meio da elevação da frequência de trabalho. Fazer overclock não é recomendado se você não tem conhecimentos específicos para isso, ou, no mínimo um roteiro a seguir, pois este procedimento pode causar sobrecarga no processador, causando superaquecimento e até a dano irreversível.

PARTITION: é a divisão que pode ser feita na memória interna do seu aparelho (de fábrica) que não tem relação com o cartão SD. A memória onde estão instalados os arquivos do sistema operacional é chamada de nand, e normalmente é bloqueada, mas pode ser desbloqueada por meio do processo chamado de root. O restante da memória, que efetivamente é vista como a memória interna do aparelho, é onde são armazenados os arquivos adicionais (que não vem de fábrica), como imagens, sons, e aplicativos.

RECOVERY: é uma partição do Android que possibilita uma modalidade de boot do aparelho para realizar procedimentos de limpeza, backup, restauração e flash de novas ROM’s.

ROM/FIRMWARE: basicamente é sistema operacional do seu aparelho. em um comparativo básico, a rom é o Windows instalado no seu PC, e como o Windows pode ser reinstalado, atualizado, e substituído.

ROOT: em suma é o primeiro nível de uma pasta, mas quando falamos de Android, estamos falando do acesso a esse primeiro nível, que possibilita adicionar, remover ou alterar os arquivos que estão bloqueados para o usuário convencional. O acesso ao root é um procedimento normalmente não autorizado pelos fabricantes, pois, qualquer alteração equivocada em arquivos na raiz do aparelho pode danificar o mesmo. Rootear o aparelho significa que você terá todo o controle sobre ele, mas anulará sua garantia, caso ela ainda esteja valendo.

SUPERUSER/SU: é uma conta de usuário especial criada quando o acesso ao root do aparelho é liberado. Esta conta normalmente é controlada por um APK, que é instalado quando o processo de root é feito. sem esse APK, qualquer aplicativo que queira acesso a raiz do cartão conseguirá, sem nenhuma barreira. o aplicativo de gestão da conta tem o trabalho de lhe avisar que algum aplicativo está pedindo acesso a raiz, e você pode permitir ou não.

SDK:(SDK OU “DEVKIT”) é um kit de aplicativos e arquivos que possibilitam realizar o desenvolvimento de sistemas para Android.

STOCK: é uma rom em sua versão original, feita pelo fabricante.

TETHERING: é o nome dado ao serviço do Android que possibilita compartilhar a conexão de internet do seu aparelho com outros, por meio de uma AP (acess point) ou cabo USB. o seu aparelho será usado como modem, digamos assim (apenas para facilitar o entendimento, já que não são necessárias configurações para que o outro dispositivo tenha acesso à internet por meio do seu Android, normalmente, basta digitar a senha gerada).